Sábado, 25 de Julho de 2009


Você viveu um grande amor que terminou meses atrás. Está só. Nada nesta mão, nada na outra. A sexta-feira vai terminando e, enquanto seus colegas de trabalho aquecem as turbinas para o fim-de-semana, você procura no jornal algum filme que ainda não tenha visto na tevê. Ao descobrir que vai passar Kramer vs. Kramer de novo, não resiste e cai em tentação: liga para a ex.

Tentar outra vez o mesmo amor. Quem já não caiu nesta armadilha? Se ela também estiver sozinha, é sopa no mel. Os dois já se conhecem de trás para frente. Não precisam perguntar o signo: podem pular esta parte e ir direto ao que interessa. Sabem o prato preferido de cada um, se gostam de mar ou de montanha, enfim, está tudo como era antes, é só prorrogar a vigência do contrato. Tanto um como o outro sabem de cor o seu papel.

Porém, apesar de toda boa intenção, nenhum dos dois consegue disfarçar o cheirinho de comida requentada que fica no ar. O motivo que levou à separação continua por ali, escondido atrás do sofá, e qualquer hora aparece para um drinque. O fim de um romance quase nunca tem a ver com os rompimentos de novela, onde a mocinha abre mão do amado porque alguém a está chantageando ou porque descobriu que ele é, na verdade, seu irmão gêmeo. No último capítulo tudo se esclarece e a paixão segue sem cicatrizes. Já rompimentos causados por incompatibilidades reais não são assim tão fáceis de serem contornados.

Toda reconciliação é precedida por uma etapa onde o casal, cada um no seu canto, faz idealizações. As frases que não foram ditas começam a ser decoradas. As mancadas não serão repetidas. As discussões serão evitadas. Na nossa cabeça, tudo vai dar certo: o roteiro do romance foi reescrito e os defeitos foram retirados do script, ficando só as partes boas. Mas na hora de encenar, cadê o diretor? À sós no palco, constatamos que somos os mesmos de antigamente, em plena recaída.

Se alguém termina um namoro ou casamento, passa um tempo sozinho e depois resolve voltar só por falta de opção, está procurando sarna para se coçar. Até existe a possibilidade de dar certo, mas a sensação é parecida com a de rever um filme. Numa segunda apreciação, pode-se descobrir coisas que não haviam sido notadas na primeira vez, já que não há tanta ansiedade. Mas também não há impactos, surpresas, revelações. Ficamos preparados tanto para as alegrias como para os sustos e, cá entre entre nós, isso não mantém o brilho do olho.

Se já não há mais esperança para o relacionamento e tendo doído tanto a primeira separação, não há por que batalhar por uma sobrevida deste amor, correndo o risco de ganhar de brinde uma sobrevida para a dor também. É melhor aproveitar esta solidão indesejada para namorar um pouco a si mesmo e ir se preparando para o amor que vem. Evite a marcha a ré. Engate uma primeira nesse coração.

 

E siga em frente passado é passado e só museu que gosta!!

 

Rodrigo

 

publicado por Pequenos Momentos às 00:39
link do post | comentar | favorito

Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

 

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!

 

O amor é a poesia dos sentidos. Ou é sublime, ou não existe. Quando existe, existe para sempre e vai crescendo dia a dia.

 

 

Desse tal amor nada sei!!

 

publicado por Pequenos Momentos às 00:09
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

 

Vai se entregar pra mim.
Como a primeira vez,
Vai delirar de amor, sentir o meu calor
Vai me pertencer...
Sou passaro de fogo, que canta ao teu ouvido.
Vou ganhar esse jogo, te amando feito um louco.
Quero teu amor bandido
Minha alma viajante.
Coração independente.
Por você corre perigo.
Tô a fim dos teus segredos.
De tirar o teu sossego.
Ser bem mais que um amigo..
Não diga que não
Não negue a você.
Um novo amor, uma nova paixão.
Diz pra mim...
Tão longe do chão
Serei os teus pés.
Nas asas do sonho, rumo ao teu coração.
Permita sentir, se entrega pra mim.
Cavalga em meu corpo.
Ô minha eterna paixão.
Vai se entregar pra mim...

publicado por Pequenos Momentos às 00:10
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 17 de Julho de 2009
E como se eu passasse minha vida construindo meus castelos de areia,
proximo ao mar, onde as ondas os levaria antes que conseguisse termina-los.
Tornando tudo que é duradouro em passageiro, perdi os meus tesouros, aqueles que faria toda a diferença nos meus dias e alegraria minhas horas, sem pedir nada em troca que mudariam e mudaram por mim, e hoje tão distante levo e elevo meus pensamentos para longe e assumo toda minha responsabilidade eu escolhi que fosse assim e hoje mais do que nunca pago caro por isso.
publicado por Pequenos Momentos às 01:48
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

 

 

 

 

 Estamos distantes e ao mesmo tempo tão perto...

A amizade que nos une pode vencer todas as distâncias.

Ela sim é mais forte que o tempo. Ela sim poderia atravessar 
a imensidão do espaço e transcender os limites da vida.

Sim... Como ela é forte, pois essa amizade nada nem ninguém 
destruirá. Que perdure enquanto nossas almas existirem... 

Que nem a distância, nem o tempo e nem mesmo 
os nossos erros, terminem a nossa amizade. 

Nada é mais valioso do que ela.


Por onde eu andar jamais me esquecerei dakela pessoa que me fez sorrir em momentos que eu queria chorar!


Que contava piadas sem graças e sem sentidos para me fazer rir.

Que eu vou levar para vida toda.

As boas lembranças.as converças,que foram tantas as declarações.

As horas que passamos juntos porem separados como ela sempre disse..

Pertos porem distantes.


E ela por onde estiver sempre será única na minha vida..

A mas doce inocente menina que provou ser mas bela mulher Que eu ja conheci!

 

 

Guarda teu amigo sob a chave de tua própria vida.

publicado por Pequenos Momentos às 03:33
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Trago no peito um coração magoado
Que sabe o amargo gosto
De amar sem ser amado
Nuvem negra sobre o ceu estrelado
Um sertão sem lua
Presente sem passado

Fonte seca ,assim sou eu sem você
Bicho acoado
Tentando esquecer o que passou
Só não passou do peito ainda a saudade
Solidão invade a falta
Do meu bem querer.

Ai coração faz assim comigo não
Deixa eu abrir a porta e te ver de volta
Se pra você nao tem mais volta
Então me leva

Me leva para onde os rios

correm contra a marer

Me leva onde até os pensamento não conseguirão  chegar!

porque um dia

eu irei onde somente seus pés poderão me levar!

 

Para mim o teu sorriso é como as estrelas
Para mim o seu olhar tem a luz da lua
Se eu pudesse eu daria todo o universo pra te amar
Ó princesa, por favor, não vá

É tão grande essa paixão que eu tenho no meu peito
Tanto amor guardado no meu coração
Quantas vezes for preciso gritarei ao mundo que te amo
Vem amor, me abra de uma vez
Arranque todos os segredos meus
Ocupe a solidão de um coração que te pertence
Pra nunca mais me dizer adeus

Mesmo que você não queira mais saber de mim
Vou tentando convencê-la do quanto te amo
Mesmo que você recuse ouvir minha voz eu não desisto
Vou gritar te amo de mais!

publicado por Pequenos Momentos às 01:06
link do post | comentar | favorito

Sábado, 4 de Julho de 2009

E ainda lembro da chuva caindo na janela ...

e aquele silencio

Tão pertubador

Mais mesmo assim me trazia paz

Ou me traz , já não sei mais

Ainda não sei pra onde vou

se qualquer lugar não for muito longe, irei para lá

e quando eu ver chuva vou me lembrar

e em seguida vou sentir o que eu senti com aquele silencio pertubador

PAZ...

e nesse exato momento vou ter a certeza que

Faria tudo de novo, faria tudo do mesmo jeito, faria mais uma vez...

Eu posso mais não vou, não vou me arrepender

Por que o coração de pedra ainda tá aqui

Tá dentro de mim

Meu coração ainda tem grades

mais um minuto a chuva na janela me fez esquecer

e eu me perdi

E contunuo perdida, querendo saber

Quando é o fim,

E mesmo que não saiba

ainda vou continuar sorrindo com aquele ar de feliz,

e quando eu ver a chuva na janela

Sentirei a paz e me lembrarei do silencio que me pertubou...

E com minhas lembraças viverei tudo "mais uma vez"

 com a mesma intensidade com a mesma inocencia

E continuarei com a esperança

Que minhas lembraças se tornem real

dos dois lados que existe em mim

Esse é o que eu gosto mais

Lembrar

Lembrar da minha paz

Poucas vezes consegui intender

o que aconteceu quando a chuva caiu na janela

E agora que eu sei, o silencio não existe mais

E nem minha PAZ,

Mais ainda existe um sentimento sem nome qe passou a morar em mim

As vezes tenho medo

Mais sempre fui tão dona de mim

que um sentimento sem nome não me faria mal

Ou faria?

Tentando descobrir

Ainda posso mudar o que não mudou em mim

Ainda posso calar o que tá dentro de mim

Ainda posso sofrer em silencio

E ainda posso me arrepender...

e se isso acontecer cabe a mim esquecer

Cabe a mim por um fim

e a chuva na janela

posso não ver mais...

e se preciso faço barulho

Pro silencio não me pertubar

já as lembranças não sei se vão embora

Mais se não for...

"eu vou"

E se qualquer lugar não for muito longe, irei pra lá

 

 

 

 

publicado por Pequenos Momentos às 23:19
link do post | comentar | favorito

as minhas fotos
blogsfera
Image Hosted by ImageShack.us
By mariaashnessa at 2009-04-16
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
18

19
20
21
23
24

26
27
28
29
30
31


últ. comentários
muito lindo,e o maximo,amei,
Muito lindo tudo , parabéns por ter tanta sabedori...
Olá!Adorei o teu blog, está muito criativo!=)Passa...
Olá!Adorei o teu blog, está muito criativo!=)Passa...
Olá, gostei muito do teu blog e por isso, decidi a...
São palavras como a sua que tornam ainda maior o m...
Concordo plenamente..rsrsr
Eita vc táh apaixonado rapaz...shaushuahsuahEstá p...
Se a vida pudesse de vez em quando transformar a m...
Ela é só um pokinho chata !!Mas o amor que existe ...
arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

pesquisar
 
subscrever feeds